Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Histórias avulso

Vivo

Dezembro 13, 2017

São passos e passinhos, grandes e pequeninos, um depois o outro, rápido e devagarinho.
Paro.
São dias em meses, meses em anos, anos desdobrados, então, em décadas.
Coração aberto, ar e mar, jardins de jasmim dentro de mim.
Chuva e trovões também.
Rebento, expludo, expiro, suspiro. Morro, por vezes, de forma bruta e dramática, com lágrimas, com dor, com sangue, suor e amor.
Mas renasço de novo, uma e outra vez.
Olho à volta. Sei sorrir a chorar, mas não sei chorar a sorrir.
Vida imperfeita, surpresa alucinante, és tão puta, és tão bonita. Cansas-me tanto...
Amo-te.

4 comentários

Comentar post

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D