Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Histórias avulso

Perguntas

Março 12, 2018

Podia ter feito um milhão de perguntas.

O momento era propício, a solidão em quadro bruto, as ondas em estoiro, a tempestade em fúria. O momento que gerou aquele acaso, um acaso que fez nascer um milhão de outras coisas.

Mas ali estávamos nós, debaixo de um choro tremendo dos céus, arrastados por um sopro magnânimo dos confins do mundo, afogados em quatro vidas inteiras de palavras que,

desculpa, eu bem tento, mas simplesmente,

não existem para falar do que sinto, do que sou, do que sei, e

principalmente,

do que não sei.

 

E o que não sei é grande demais, não me cabe, às vezes, na constante interrogação,

que mundo é este que me trouxe aqui, que vidas se embrulharam umas nas outras até chegarmos a este preciso segundo, debaixo deste preciso temporal,

não bastasse a fúria que há em mim,

olharmos um para o outro findos milhares de segundos sem som, e eu perguntar-te,

quando poderia ter feito um milhão de perguntas, logo eu que junto em mim tanta coisa que não sei,

- Estás ensopado... Tens frio?

4 comentários

Comentar post

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D