Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Histórias avulso

Monstros de dentro

Junho 11, 2018

- Conta-me, podes contar.

- Não sei se consigo, o problema é esse.

 

Bebíamos cerveja pelo gargalo, sentadas na areia da praia. Frio gélido e húmido, daqueles que entra corpo adentro, acorda-nos a alma num estalo.

Silêncio de mundo bonito, não há música mais bonita do que a que canta o mundo sem nós. E eu entrego-me apenas ao som da natureza bruta no estrondo das ondas. E ali só nós duas, choro profundo dentro de mim, e a voz dela ao meu lado abrindo portas,

Podes contar-me.

 

O problema do mundo instantâneo e partilhado em que vivemos, da beleza e perfeição espelhada nos likes e loves dos outros, online e offline, é que se criam monstros soberbos dentro das pessoas.

Ficamos ilhas afogadas na solidão de milhões de oceanos vazios de mar.

Então disse-lhe baixinho, enfiando o nó mais lá para o fundo de mim com um golo grande de cerveja,

 

- Tenho um monstro dentro de mim.

 

Ela não me ouviu. Rebentou o sete furioso à nossa frente. Embrulhamos as duas as pernas na manta, cheiramos de olhos fechados o pulverizar das lágrimas do mar à nossa frente.

Deixei o monstro cá dentro. Tranquei-o de novo, encostei a minha cabeça no ombro dela e disse-lhe,

 

- Está tudo bem. Está tudo bem querida amiga.

 

Ela encostou a cabeça na minha e respondeu,

 

- Está certo. Vou fingir que acredito. Bebe sua mula, quando quiseres chorar avisa.

 

Sorrio por dentro.

A solidão acompanhada sabe a mar zangado.

Está tudo certo. Está tudo certíssimo.

 

(sobre músicas que são histórias. E neste caso, clássicos que cantam sobre silêncios que crescem como cancro. Em memória dos Bourdains desta vida, que vivem com monstros às escondidas do mundo)

 

 

11 comentários

Comentar post

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D