Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Histórias avulso

Missão

Setembro 19, 2018

114A38D1-761A-4640-9AB1-10F8899B79E1.jpeg

 

Limpava e limpava na fúria de ver branco, esfregava até lhe esfarelarem os dedos das mãos. Naquele momento, a alma fugia-lhe de si, e ela via-se focada naquela missão, ali vivida e encarada como a missão de vida.

Estendia os lençóis, sacudia furiosamente mantas e tapetes. Esfregava azulejos, batia colchões. Mergulhava absorta até nada mais sentir, nada mais doer, nada mais lhe parecer sujo, torto ou fora do sítio. Quando finalmente acabava, sentava-se no chão imaculado e fechava os olhos.
Tudo perfeitamente limpo e arrumado.
 
Então levantava-se,
 
joelhos doendo, costas doridas, mãos ardendo, 
 
e recomeçava tudo outra vez.

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D