Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Histórias avulso

Menina mulher

Julho 11, 2018

Há mais no coração.

Há mais,

sempre mais,

e sei-o desde sempre.

 

Ah menina que danças

não quero morras em mim.

Quero-te sempre acesa, na esperança, na alegria,

na entrega

cega,

inteira,

apaixonada,

a todas as coisas da vida.

 

E lavo-me da mulher que sou,

nas gotas vertidas da menina eu,

aquela que dança e dança

até cair feita lágrima do céu.

 

Abro os braços e deixo vir,

Chuva ardente que mora em mim,

encharco-me toda,

na alma,

na pele,

e assim garanto que não se afoga

a menina mulher que mora em mim.

2 comentários

Comentar post

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D