Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Histórias avulso

Exagero

Março 02, 2018


Quando procuro incessantemente paz, sou tempestade absurda. Às vezes desisto. Entrego-me com sinceridade ao agora, bebo com sede os prazeres que a vida me dá. E sonho, quero, desejo, almejo, a vida que tenho, aquilo que semeio e depois colho.
E ainda assim, vivo em constante tumulto cá dentro, ainda que pareça somente brisa. Porque não gosto, amo. E quando amo, amo à bruta, amo de paixão. Quando não gosto também.
O meu filho mais novo disse-me em tempos, enquanto via bonecos:
Mãe. És um exagero. (Assim: éjumejajero)
Sabedoria certeira nos seus imensos 3 anos de vida.
Exagero. É isso que sou sim.

4 comentários

Comentar post

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D