Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Histórias avulso

Confissões

Novembro 08, 2018

Perguntei-te baixinho enquanto dormias, 

o que é que amavas mais,
Se um beijo roubado à lareira,
Se uma lágrima liberta à beira mar.
Falei-te do que sinto quando chegas,
E do que me invade quando te vais.
Disse-te que é do sol que me alimento,
Mas que é na chuva que me encontro.
Confessei-te as minhas incertezas,
E do que encontro quando procuro.
Procurei-te quando sonhei menina,
E encontrei-te quando me fiz mulher.
Então chorei-te baixinho,
Porque agradecer e amar 
também se faz a chorar.
 
E Tu, meu homem dormindo,
respondeste-me cantando em sonho,
É de ti minha princesa,
É de ti que eu gosto mais.

2 comentários

Comentar post

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D