Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Histórias avulso

Canção

Abril 18, 2018

Sinto em mim a força do mundo,

Rebenta cá dentro a mais doce esperança,

E sei que caio, mas ergo-me,

Sei que choro, mas lavo-me.

 

Sei também a música que sinto nesta dança.

E canto, ah se canto,

Quando me elevas em sonho maior.

E nos intervalos de ti, amor,

Sonho, salto, voo e encanto.

 

Se te perguntar baixinho,

O porquê deste amor,

Promete-me, sela-me, jura-me,

Que me falas no nosso sabor.

 

Não há lágrima que nos valha,

Maresia imensa de antiga paixão,

Quero beber o mundo inteiro,

Ser nota eterna da tua canção.

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D