Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



...

por Ana sem saltos, em 26.10.18

Ainda que morra, de tempos a tempos,

com quedas a pique,

para dentro de mim,

ainda que chore sem lágrimas,

procure esperança,

e me veja apenas a mim,

ainda que tenha medo, amor,

tanto medo que tenho às vezes.

 

acordo sempre,

e vejo-te a ti.

 

F6E52629-A197-494D-BCAE-83BF994A6867.jpeg

 

Autoria e outros dados (tags, etc)


2 comentários

Sem imagem de perfil

De Anónimo a 26.10.2018 às 23:10

Talvez valha a pena morrer, cair, chorar, perder a esperança e temer assim tanto para acordar assim. São as coisas más que nos fazem dar ainda mais valor às boas. Este poema é a mais bonita legenda que esta fotografia poderia ter! Muitos parabéns Ana sem Saltos.

Comentar post



Mais sobre mim

foto do autor




Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D