Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Já viste?

por Ana sem saltos, em 12.02.18

Ontem à noite acordei e ouvi o céu chorar.

Há algo de reconfortante nisto de ouvir o grito da chuva.

Melancólico e reconfortante.

Deve ser o contraste, morno quente cá dentro, frio molhado lá fora.

Ganhamos uma noção totalmente límpida e transparente da sorte.

Até as insónias podem ser uma coisa bonita, já viste?

 

Quando era pequena tinha um segredo e chamava-se Senhora do Vento. Gostava de forma feroz da solidão e, por isso, às vezes fugia do caos dos primos e irmãos, tios e avós, e ia para um esconderijo só meu, onde falava horas a fio com uma senhora vestida de nada e chamada Vento.

A magia que procuro recuperar todos os dias, é aquela com que ouvia com uma nitidez perfeita, quando era ainda uma menina e usava saias de roda,  as respostas que a senhora do vento me dava a todas as perguntas, fazendo dançar as folhas árvores à minha vontade.

Até a solidão pode ser uma poesia bonita, já viste?

 

Quando vi o meu primeiro filho pela primeira vez, vagos segundos antes de mo levarem, fui invadida por uma gargalhada chorada, bendita, leve e pesada. Meses depois de angustia, vi um pequeno ser chorar, tão real, tão bonito, tão meu, que a sensação primeira foi a de explosão. Senti-me, apesar das dores, do medo, da solidão, da expectativa, capaz de mundos e fundos, rainha da vida, senhora do mundo.

Até o medo pode ser uma força bonita, já viste?

 

Quando te conheci soube que eras para sempre.

Não foi quando pus os olhos pela primeira vez em cima.

Foi quando te conheci.

Até as certezas de uma quase criança podem ser verdades bonitas, já viste?

Autoria e outros dados (tags, etc)


2 comentários

Sem imagem de perfil

De António B. a 19.02.2018 às 10:03

Muito bonito. A mim gera-me medo o para sempre, temo que seja muito tempo. Parabéns.
Imagem de perfil

De Ana sem saltos a 19.02.2018 às 10:21

A mim também... e não deixa de ser um medo maravilhoso

Comentar post



Mais sobre mim

foto do autor




Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D