Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Fé?

por Ana sem saltos, em 15.02.17

Sentir sentir sentir.
Anos e anos consumida no dia a dia, nas obrigações e deveres, e agora ali, no banco da pequena capela, entrega-se única e exclusivamente a sentir,


nas palavras, nos atos. Nas infinitas, intermináveis, omissões.

Olha o altar, arrumado e limpo para a missa da hora seguinte, foca-se na chama da vela.

Fé?

Lá fora o dia rebenta suave e morno, como se fazem prever as manhãs nos finais de verão.

Aproveita a solidão daquele momento, uma metáfora irônica e perfeita ao coração ao alto, ali bem junto ao pai, ao filho e ao espírito, à cabeça calada,

finalmente,

às mãos pegadas junto ao peito. E lá dentro, da capela e de si, todo um alucinante universo, ilógico, imprevisível, imenso.

Ouves-me? É isto? Acredito, por fim?

Invade-a uma vontade gritante.

De nada em particular. De tudo no geral.

Ajoelha-se, entrega a cabeça às mãos, fecha os olhos, por fim. Ri-se alto, ri-se muito, ri-se com exagero, com o estômago, com a alma, com a boca, com as mãos, tão coladas que se ferem.
Dos olhos sai a água, a tal que nos liberta, numa antítese forte e profunda à dor agradável que sente de rir.

Toca o sino,
toca-lhe o grito moribundo que solta sem voz,

endireita-se, limpa as lágrimas, trava a gargalhada inconsequente.

Respira fundo e olha o altar. Cristo ao fundo, ferido, morto, crucificado.
E a fé espreitando das chagas, no desgaste da luta com o coração,

Ouves-me? É para isto que nascemos? Diz, por favor, que me ouves... Diz, por favor, que me perdoas...

 

Silêncio ensurdecedor.
A espera.

A resposta que não vem,

ou que não ouve, na lágrima gargalhada que bebe, engole, devora.

As portas da capela abrem-se, começa o ruído murmurado das pessoas que entram para ouvirem um padre falar de amor.

Levanta-se e sai.
A corrida da vida espera-a lá fora. E ali, ninguém lhe sabe falar de amor.

 

mulher-rezando.jpg

 

Autoria e outros dados (tags, etc)



Mais sobre mim

foto do autor




Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D