Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Casas comigo?

por Ana sem saltos, em 04.12.17

Estou aqui, sentada, naquele que parece o paraíso, o nosso paraí­so, na verdade, porque nem toda a gente é capaz de ver luz e sol onde, eventualmente, possa estar a chover.

Penso naquela que foi a nossa história, aqui, onde o mar estoira a poucos metros de mim, e sinto alguma vontade de chorar. Sinto imensa, na verdade, e a razão é simples. As lágrimas que guardo, que tenho em mim, e que, ás vezes, liberto, são a essência da minha alma, meu amor. E eu gosto muito de te amar e de chorar.

 

És o sal que me tempera. És a carne que me faz.

 

Os anos, entretanto, foram passando. E de dois que ficamos um, somos agora quatro, em sangue do mesmo sangue, em amor que todos os dias renovamos. E vê-los,

 

ver-nos,

 

crescer, as sementes do nosso coração, é para mim a razão maior de viver. Ver-te cria-los, meu amor maior, é, para mim, a maior benção.

Tenho medo, por vezes, que a corrida da vida nos separe. Tenho medo, muitas vezes, de estar debaixo do mesmo teto que tu, e mesmo assim não te encontrar. Ou pior. Não me encontrar. A imprevisibilidade do amanhã, sempre me angustiou. Ainda assim, também sei ver que é isso que faz da vida uma surpresa. E a verdade é que, até agora, caminhamos lado a lado, e conseguimos,

 

Paixão absurda da minha vida,

 

crescer, rir e, por vezes, chorar, mas sempre amando. A brasa que nos faz pode não ter sempre as labaredas famintas. Mas, graças a Deus, nunca se apagou.

Olho para ti,

 

homem bonito e valente, meu eterno namorado e amigo, pai do maior projeto da minha vida, amante imortal do fogo que há em mim,

 

e vejo-te sempre sorrindo para a vida. Agradeço, agradeço-te, meu amor, toda a história que escrevemos, e que ainda vamos escrever.

Que continuemos sempre assim: Passarinhos livres, que podem voar, mas que escolhem, segundo a segundo, sorriso a sorriso, perdão a perdão, ficar.

 

Ama-me, ajuda-me, levanta-me, perdoa-me, guia-me, abraça-me. Hoje, agora, e todos os segundos da nossa vida.

 

Casas comigo?

[Outra vez?] 

Autoria e outros dados (tags, etc)



Mais sobre mim

foto do autor




Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D